sábado, 8 de fevereiro de 2014

Primeiros voos


Quatro semanas de Rolinha sob meus cuidados, e depois dos aprendizados de comer papinha na seringa, bicar grãos e quirera e beber água, estamos na fase mais difícil.
Como é que um ser humano ensina uma ave a voar?

O instinto começou a dar nela as primeiras cutucadas, e assim que saía da gaiola para um passeio no escritório a criança era tomada por uma vontade incontrolável de bater as asinhas. Como um helicóptero aquecendo os motores, Rolinha começava a fazer vento em cima da mesa e espalhar a papelada toda no chão. Era bonitinho de ver.

Pra mim essa foi a dica de que estava na hora de começar a estimular pequenos voos. Infelizmente (muito infelizmente!) não tenho condições técnicas de sair voando na frente, então restou chamá-la pra vir nas mãos da mamãe.




8 comentários:

  1. Que lindo ver pássaro e humano aprendendo juntos algo desconhecido para ambos! Que maravilhosa troca, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. muito legal! esse post e o das despedidas me emocionaram muito. um abraço pra você e pra rolinha! =)

    ResponderExcluir
  3. Que fofaaaaaa!!! Ela é esperta e entende direitinho!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Juliana! Confesso que fiquei emocionado com esta história da Rolinha, adorei acompanhar cada passo de sua recuperação e aprendizado. Parabéns e muito obrigado por compartilhar estes momentos mágicos.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Que linda!!! Quanta confiança! Adorei! Adorei não, amei! Fiquei emocionada vendo o vídeo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Juliana, eu também estou cuidando de uma rolinha e hoje ela ameaçou os primeiros voos. Tem algum post contando o final dessa historia? Seus ensinamentos foram de grande valia até aqui, mas já me preocupo com a hora do adeus!
    Sandra Pacheco

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar.
E se você não tem um blog nem um endereço no gmail, para enviar seu comentário basta clicar na opção "anônimo", logo abaixo da caixa de texto. Mas, por favor, assine seu nome.