segunda-feira, 11 de março de 2013

O bá obá!


O bá obá! Germinou!

Claro que foi da Neide, do Come-se, que ganhei sementes de Baobá (Adansonia digitata) vindas diretamente do Senegal. Me foram dadas com a ressalva de que talvez não germinassem, afinal chegaram de viagem há quase um ano e passaram uma boa temporada na geladeira, mas por que não tentar?

O Baobá é uma árvore diferentona, de características curiosas; chama a atenção pelo tronco bem gordo e por passar boa parte do ano sem folhas. Outro dia ouvi alguém dizer "parece que ela está enfiada na terra de cabeça pra baixo, com as raízes pra cima". E parece mesmo.

O gênero Adansonia tem somente oito espécies; seis delas originárias da ilha de Madagasgar, uma da África e outra da Austrália. Todas têm características bem semelhantes mas detalhes marcantes que as diferenciam. A Adansonia grandidieri, por exemplo, costuma ter o tronco afunilado, arredondado e bem alto, com uma copinha pequena lá em cima:

Adansonia grandidieri   Foto: Thomas Pakenham






Já a Adansonia za tem o tronco mais baixo, bem gordo e a copa mais volumosa:

Adansonia za   Foto: Thomas Pakenham

Este exemplar, especificamente, bifurcou bem perto do chão e as duas partes se entrelaçaram, por isso é chamado de "Les Baobabs Amoureux" (Os Baobás Amantes). Está próximo a Morondava, na ilha de Madagascar, e foi fotografado por Thomas Pakenham para o livro Remarkable Trees of the World.

E o Adansonia digitata, das sementes da Neide, são os da foto abaixo, fotografados por ela na Ilha de Goré, perto de Dakar.

Ilha de Goré   Foto: Neide Rigo

No Brasil é possível encontrar alguns dessa espécie no Rio de Janeiro, em Maceió e em Recife. Desse de Recife, da Praça da República, diz-se que serviu como inspiração para Antoine de Saint Exupéry escrever a história O Pequeno Príncipe.

Em princípio os da espécie digitata parecem bastante com os da espécie za e também com as paineiras nativas do Brasil. Não por acaso: todos fazem parte da família Bombacaceae, portanto são parentes. Além das semelhanças de tronco e copa, ambos produzem frutos em forma de granada, de casca grossa como um cupuaçu e recheados de bolinhas por dentro.

Sementes de baobá com mucilagem. Quando se abre o fruto é isso que está lá dentro, só que um pouco mais organizado

Foi me baseando nessas semelhanças que decidi semear o baobá como fazemos com as paineiras, então coloquei as sementes de molho em água por algumas horas e em seguida, sem tirar quase nada da mucilagem, enterrei cada uma em um vasinho com terra bem solta. O quanto se enterra é o mesmo que o tamanho da semente. Essas, como são bolinhas de quase 1 cm, foram enterradas quase 1 cm abaixo da superfície. Veja mais sobre isso aqui.

As primeiras germinações aconteceram em 15 dias, e isso animou a Neide a me dar mais um tanto de sementes guardadas na geladeira. Depois ainda ganhei um terceiro tantinho, e se não me engano veio até um quarto.

O interessante é que essa história começou há quase quatro meses e até hoje tem baobá preguiçoso germinando. Na casa da Neide também. No começo ela achou que tinha errado a mão na semeadura, já que os meus estavam nascendo e os dela não, mas semanas depois veio a notícia de que as sementes que ela enterrou muito antes das minhas tinham começado a nascer também.

Hoje tenho mudas de diversas idades. As mais novinhas acabaram de sair da semente,


outras já têm 15 cm de altura,


 outras já medem quase meio metro,


e as mais velhas já começaram a produzir as folhas compostas, digitadas, como grandes mãos com cinco dedos.


Falta agora arrumar um lugar para plantar alguém que vai crescer como um monstro e pode chegar a 20 metros de altura e 5 metros de diâmetro. Nove pessoas para abraçar o tronco. Incrível.

17 comentários:

  1. É uma árvore linda, magestosa, e que belas mudas...queria uma, hehe!
    Adorei ver!
    Beijos, boas energias e uma ótima terça-feira!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  2. Você pretende plantar todas as mudas viáveis que fez brotar?! Vai ter que arranjar espaço, mulher corajosa. Depois nos conte o que aconteceu. Abraço, Angela
    http://noticiasdacozinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que coisa linda,adorei sou fã de plantas natureza etc...

    ResponderExcluir
  4. Pessoal, quem estiver procurando mudas de baobá, o viveiro Ciprest (www.ciprest.com.br) tem para vender.

    ResponderExcluir
  5. ola! fiquei tao empolgada que alguem tem uma semente de oba oba.....ou mudinha que gostaria de ter uma ..esta vendendo?

    ResponderExcluir
  6. COMO ADQUIRIR SEMENTES DE BAOBÁ?

    ResponderExcluir
  7. Voces doam sementes para plantio em São Paulo. (eu pago o sedex).

    ResponderExcluir
  8. Como estão as mudinhas hj ou mudonas?....hahahaha, poderia falar como estão, onde plantou, se todas vingaram?

    ResponderExcluir
  9. Querem conhecer "todos" os Baobás do Brasil?

    Acessem http://biomaurbano.com - Mapa dos baobás do Brasil

    ResponderExcluir
  10. Tenho para venda sementes de baobá facebook: enzo terra decor

    ResponderExcluir
  11. Olá; sou professora na educação infantil de bh; e esuamos loucas atrás de sementes ou mudas; pelo menos uma para plantar em nossa escola; como fazemos para conseguir. ..

    ResponderExcluir
  12. Olá; sou professora na educação infantil de bh; e esuamos loucas atrás de sementes ou mudas; pelo menos uma para plantar em nossa escola; como fazemos para conseguir. ..

    ResponderExcluir
  13. Meu email é anavitacosta@Gmail.com

    ResponderExcluir
  14. Meu email é anavitacosta@Gmail.com

    ResponderExcluir
  15. Bela atitude, gostaria de uma mudinha se possivel, tenho espaço para ela em minha humilde chacrinha.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar.
E se você não tem um blog nem um endereço no gmail, para enviar seu comentário basta clicar na opção "anônimo", logo abaixo da caixa de texto. Mas, por favor, assine seu nome.