sexta-feira, 3 de maio de 2013

Dia do Pau Brasil - Como indentificar a árvore


Hoje é o Dia do Pau Brasil, e ele merece que você o reconheça na rua e pare para dar os parabéns. Por isso, vai abaixo um guia prático com as principais características que te ajudarão a identificar a árvore que batizou o nosso país.

Olhe para a foto acima e tente memorizar o formato dessa copa, porque para quem ainda não tem prática ela parece igual a todas as outras, mas quando vai pegando o jeito você percebe que essa é a primeira característica que te faz desconfiar que pode estar diante de um Pau Brasil (Caesalpinia echinata).

Chegue um pouco mais perto e preste atenção às folhas e aos brotinhos nas pontas dos galhos.




Entre embaixo da copa e olhe para cima. Procure por espinhos no tronco e nos galhos superiores, mais do que nos inferiores, e veja se por baixo da casca que se solta aparece uma bonita madeira avermelhada.




Nesta época do ano ele não tem mais flores e já produziu e liberou as sementes, por isso você ainda encontrará seu frutos em forma de vagens espinhudas, porém abertos e vazios.


Muitas vezes as cascas das vagens que sobram na árvore já estão bastante ressecadas e enroladas.



Nos meses de novembro e dezembro, quando o Pau Brasil floresce, você vai vê-lo carregar lindas hastes de flores perfumadas, coloridas de amarelo e vermelho e muito visitadas por diversas espécies de insetos polinizadores.




Quando acaba a florada começam a surgir as vagens cheias de espinhos, que depois de algumas semanas amadurecem e se abrem num estalo, lançando longe as sementes. Mas isso é só lá pra janeiro e fevereiro.


Por enquanto você pode ir treinando para reconhecê-lo pelas folhas e pelos galhos, pra não cometer a indelicadeza de passar em frente a ele e não cumprimentá-lo pelo dia de hoje.

5 comentários:

  1. Gostei bastante, me deu vontade de ter um em casa. Não sabia dos espinhos, então acho que a que eu imaginava ser pau brasil é outra coisa...
    Dia 3 de maio tb é o dia mundial do sol. E vamos lá tomar a dose diária de vitamina d!

    ResponderExcluir
  2. maravilhosa postagem faz tempo que quero conhecer a árvore ,as sementes já tive oportunidade de ter ,PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Parabéns pelos artigos, eles tornaram o Blog excelente!!!
    Somos da Gramas Pardim uma empresa que produz, comercializa e aplica Grama Natural de altíssima qualidade nos mais diversos segmentos e regiões do Brasil.
    Visite nosso site e confira os Tipos de Grama que trabalhamos:
    Grama Esmeralda
    Grama Bermudas
    Grama São Carlos
    Grama Batatais
    Grama Santo Agostinho
    Grama Coreana

    Fornecemos para todo o Brasil, solicite-nos um orçamento para sua cidade e obtenha o melhor Preço de Grama do mercado, entre tantos municípios distribuímos:
    Grama em São Paulo SP
    Grama em Campinas SP
    Grama em Guarulhos SP
    Grama em Ribeirão Preto SP
    Grama em Belo Horizonte MG
    Grama em Rio de Janeiro RJ
    Confira !!!

    ResponderExcluir
  4. Interessante e ao mesmo tempo lamentável,pois,aqui é o país onde essa árvore existia em grande abundância,como dizem os hostoriadores.Gostara de plantar ema árvore dessa,no quintal da minha casa.Vou tentar até conseguir!

    ResponderExcluir
  5. Me desculpem o descuido de não ter lido antes de postar e acabaram saindo algumas palavras digitadas errõneamente,como "historiadores","Gostaria" e "uma".
    Lamento!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar.
E se você não tem um blog nem um endereço no gmail, para enviar seu comentário basta clicar na opção "anônimo", logo abaixo da caixa de texto. Mas, por favor, assine seu nome.