terça-feira, 6 de novembro de 2012

Lagartas na horta


Horta precisa de supervisão diária com olhos atentos e detalhistas, senão, é uma bobeadinha só e alguém come suas hortaliças antes de você.
Ontem no final da tarde, enquanto regava a minha, descobri que as rúculas estavam sendo comidas. Alguns pés já estavam sem folhas, enquanto outros ainda pareciam intactos.


Quando as folhas somem e ficam só os caules, é fácil descobrir quem é. Lagarta. E também é fácil encontrá-las, porque costumam ser grandes e em alguns casos são coloridas.
As de ontem por sorte eram poucas, cinco ou seis, e tinham começado recentemente a comilança, então o estrago era pequeno. Mais dois dias e certamente teriam devorado tudo. Lagartas são rápidas e vorazes, comem sem parar e aos montes.


Se você ainda não passou por isso, muito provavelmente um dia passará. É quase inevitável. E se acontecer será um bom indicativo de que você tem uma horta saudável em casa, cheia de vida, e um dia recebeu a visita de uma borboleta que aprovou sua plantação e resolveu procriar.

Borboletas colocam seus ovos onde suas filhas lagartas possam se alimentar em abundância. E a escolha da planta não é ao acaso. Cada espécie de lagarta se alimenta de um tipo de planta específico. Normalmente é fácil achar um ninho desses no verso das folhas. Os ovos costumam ser de cor clara e ficam meticulosamente organizados em linhas, num capricho só. E são "autosuficientes" - se desenvolvem sozinhos, sem necessidade de ninguém para chocá-los. Depois de alguns dias nascem pequenas lagartinhas que logo começam a se alimentar das folhas onde nasceram, e aí começa o arraso. Depois de dar cabo de tudo (ou quase tudo!) elas param de comer e saem em busca de um lugar onde poderão passar em paz pela fase da metamorfose, para então se transformarem em borboletas.

É um ciclo bonito de acompanhar. O que não é bom é ter sua rúcula devastada, então...
A primeira e melhor opção de combate é a catação manual. Não custa nada, não intoxica você nem a planta e só exige alguns minutos de trabalho. Proteja-se com uma luva de plástico, já que algumas lagartas queimam, e tome coragem para pegá-las, uma a uma. No começo pode parecer um pouco estranho - elas são meio moles e se mexem na sua mão - mas respire fundo e continue.

Não sou das pessoas que cata lagartas com muita naturalidade, confesso, mas também não tenho coragem de matá-las, então recolho todas dentro de um saco ou copinho plástico e solto longe de onde as encontrei. Sei que isso pode não significar sobrevivência, uma vez que elas podem não encontrar o que comer, mas se virarem comida de passarinho, ao menos serviram para alimentar alguém.

Voltando à questão do combate, existe um plano B aceito dentro dos princípios do cultivo orgânico de alimentos que se chama Bacillus thuringiensis. Trata-se de uma bactéria que se aplica nas folhas e, quando ingerida pelas lagartas, produz uma proteína de efeito inseticida. Não é tóxico para humanos nem animais domésticos e pode ser encontrado nas lojas de jardinagem em forma de pó, que deve ser diluído em água e aplicado com borrifador na planta infestada. Vem num envelopinho pequeno e barato. Já experimentei e resolve mesmo, mas às vezes é mais rápido e prático catar as lagartas do que sair para comprar o bacilo, aplicar na planta e esperar as lagartas morrerem. Mas em caso de infestações graves, de 100, 200 lagartas numa planta das grandes, é bastante prático.

32 comentários:

  1. Eu aprendi, e funciona, a colocar a casca da melancia na horta no fim da tarde.Elas adoram a parte branca. De manhã é só catar, estão todas lá. E aí leva pra longe. Eu deixo no pomar, quero as borboletas, tem dado certo.

    ResponderExcluir
  2. Que post oportuno Ju, mais uma que aprendo, se vierem essas danadinhas na minha hortinha, vou retirá-las e pronto. Resolvido. Gostei muito dese post. Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Amigos, o blog foi classificado para o segundo turno graças aos votos de todos.

    Vamos continuar nessa campanha, votando e divulgando ao máximo para um resultado como o do ano passado, quando esse blog amador e gratuito foi eleito o melhor do país.

    Mais do que nunca, preciso novamente do seu voto. Agora, são só os finalistas! Curta no Face, compartilhe e divulgue aos amigos, um blog é feito dos leitores.

    As votações encerram em 10/11 às 14hrs. Você pode votar de quantos emails quiser.

    Para votar, basta clicar no link abaixo, esperar a janela abrir, digitar nome e email no espaço indicado e então, posteriormente, confirmar seu voto pela mensagem de confirmação recebida:

    http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=19130455

    abs e obrigada,
    Carol

    ResponderExcluir
  4. Você já ouviu falar no óleo de Neem, um inseticida não-tóxico? O que você pensa a respeito? Foi-me recomendado por um agrônomo amigo, que se formou na USP e garante que é uma boa opção quando a produção não é massiva. Mesmo esquema: mistura-se uma tampinha do produto com 500 ml de água e borrifa-se nas folhosas. Que funciona eu garanto! Mas... será mesmo não-tóxico, não só para quem cultiva, como para o planeta lá na ponta da cadeia? Aguardo resposta. Beijinhos, Angela
    http://noticiasdacozinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Angela, estou 4 anos atrazada, mas eu uso óleo de neen e faz efeito sim é orgânico sim

      Excluir
    2. Já ouviu falar no óleo de neem, neem eu.
      Desculpem, eu perco o amigo mas não perco o (fraquíssimo) trocadilho.

      Excluir
    3. Eu pesquisei por esse óleo, e apareceu "Óleo de Nim", acredito que seja realmente esse nome (no Brasil) porque as indicações para ele são as mesmas de repelente e inseticida. Mas podemos mesmo consumir as hortaliças que foram borrifadas com esse óleo?
      Sobre o sachê com a bactéria mencionada nesse artigo, é seguro para humanos? Só ataca as lagartas? Obrigada.

      Excluir
  5. Adorei a sua ideia de não matar as lagartas, isto é que é respeito à Natureza! Como comida de passarinhos elas são úteis e participam da cadeia alimentar.
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
  6. Érima, casca de melancia para lagartas? Essa eu não sabia. Normalmente esse tipo de isca (cerveja numa tampinha durante a noite, por ex) é para lesmas. Vou experimentar. Obrigada!

    Angela, o óleo de neem é tudo de bom para insetos nas plantas, mas para lagartas nunca experimentei porque sempre cato todas e pronto. Dê uma olhada no meu post "inverno é época de pragas nas plantas", onde recomendo o uso do óleo de neem. Vai o link: http://www.deverdecasa.com/2012/07/inverno-e-epoca-de-pragas-nas-plantas.html

    Um beijo e obrigada a todas pelas visitas,
    Juliana.

    ResponderExcluir
  7. Meu Lírio-do-Amazonas está com lagartas !!! De tempos em tempos elas aparecem e, se não percebo, fazem uma devastação enorme !
    Também cato mas, mesmo à contragosto, mato as lagartas...
    Vou seguir sua sugestão e jogá-las longe.

    Por aqui, no entanto, o pior são as formigas ! Moro junto de um pasto e as cortadeiras andam sempre por perto.

    ResponderExcluir
  8. Outro dia pra salvar minha avenca troquei de lugar e retirei todas as lagartas, agora está linda, o vaso bem cheio, ela tem quase 30 anos. Gostei da dica, já anotei. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. O que fazer com as "cortadeiras"? São meu tormento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para as formigas cortadeiras existem um grãozinhos q vende na casa do fazendeiro ou do campo q é um exemplo. Já fiz e deu certo

      Excluir
    2. Para as formigas cortadeiras existem um grãozinhos q vende na casa do fazendeiro ou do campo q é um exemplo. Já fiz e deu certo

      Excluir
  10. Flora Maria e Lili,
    realmente as cortadeiras são um problema sério. Ainda não conheço alternativa natural que resolva.
    Quem descobrir primeiro, vem aqui contar pra todo mundo, combinado?
    Beijo,
    Juliana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li que o gergelim mata as cortadeiras, basta colocar um punhado em volta dos formigueiros. Nao testei, porém, estou a fazer, pois, meu jardim esta com muitos formigueiros. Se testar, coloque aqui o resultado. Abraços

      Excluir
    2. Juliana,

      plante gengibre na área afetada.
      (imagem https://www.epochtimes.com.br/wp-content/uploads/2014/09/sb-beneficios-do-gengibre.jpg )

      As formigas cortadeiras levarão as folhas do gengibre para o formigueiro e lá as folhas "fermentarão", causando a morte do ninho.

      Usei com muito sucesso por anos, nas minhas roseiras de vasos (o gengibre não prejudicou as roseiras).

      Fiz as mudas do gengibre comprado no supermercado mesmo (ou feira, etc). Quebrando os gominhos na mão (melhor não cortar com faca) e enterrando não muito profundo. Acima de 4 horas de sol e regas moderadas.Não lembro quanto tempo levou para saírem as folhas (desculpe), mas não foi uma eternidade. Consegui fazer mudas mais facilmente dos pedaços de gengibre mais novos, de cor mais clara.

      Recomendo porque foi algo que usei e deu certo.

      Excluir
  11. Outra coisa que podemos fazer para evitar lagartas sem sair matando os bichinhos é plantar capuchinha perto da horta. A capuchinha atrai as lagartas e a horta fica em paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Eu tenho capuchinha no meu jardim. Tive uma infestação de lagartas e só vi quando voltei de viagem. Enfim, estavam todas as plantas comidas, antes lindas, agora só galhos. O que sobrou? O Guiné e minhas Capuchinhas, lindas e intactas. rs

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  12. Que maravilha esse site!!!! quantas coisas eu aprendi aqui, obrigada à todos por essas dicas

    ResponderExcluir
  13. Mesmo retirando as lagartas e colocando-as em outro lugar elas irão morrer já que se alimentam da espécie de planta aonde estavam. Então você perde a oportunidade de ter lindas borboletas. Um modo que eu fiz e deu certo, foi a de colocar cada uma em um potinho de vidro (tapando apenas com um pano leve para que ela possa respirar) e algumas folhas. Assim ela se alimenta, faz o casulo e se transforma em uma linda borboleta. Desta forma você não a prejudica e evita que ela destrua a sua planta. Além de participar e acompanhar esse lindo processo de metamorfose.

    ResponderExcluir
  14. Para mim minhas plantas e em primeiro lugar. Inseto estragou , comeu as folhas se danou, eu mato tds. Borboleta q vá por seus ovos bm longe de mim..kkkk..

    ResponderExcluir
  15. Uma receita muito simples e que está funcionando muito bem na horta, é colocar cascas de ovos em estacas espalhadas entre as hortaliças. As borboletas somem, e com isso não temos lagartas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei esse vídeo com o exemplo

      Prática Rural: Ovos de galinha evitam ovos de lagarta - Programa Rio Grande Rural
      https://www.youtube.com/watch?v=Dr_XsJNEuiM



      Excluir
  16. Gostei da dica da casca da melancia vou fazer

    ResponderExcluir
  17. Gostei tbem da dica da casca de melancia. Já ouvi dizer que a casca de ovo funciona.

    ResponderExcluir
  18. Olhem que tento de tudo mas como é dificil controlar. minha horta é organica e talvez por isso seja tão atacada. mas a luta continua

    ResponderExcluir
  19. Casca de melancia ou casca de ovo...porque não tentar? O melhor sempre será ter respeito por todas as formas de vida!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar.
E se você não tem um blog nem um endereço no gmail, para enviar seu comentário basta clicar na opção "anônimo", logo abaixo da caixa de texto. Mas, por favor, assine seu nome.